EconPapers    
Economics at your fingertips  
 

Desenvolvimento financiero e crescimento econômico: teoria e evidência

Luiz Fernando Rodrigues de Paula, Flavio A.C. Basilio and José Luís Oreiro ()

No 230, Financiamiento para el Desarrollo from Naciones Unidas Comisión Económica para América Latina y el Caribe (CEPAL)

Abstract: Este artigo tem por objetivo fazer uma revisão da literatura teórica e empírica recente a respeito da rela ção entre desenvolvimento financeiro e crescimento econômico. A literatura sobre o tema em considera ção estabelece, em primeiro lugar, que um maior desenvolvimento do setor financeiro, notadamente dos bancos comerciais, tem um impacto positivo sobre o crescimento econômico ao aumentar a eficiência da aloca ção de recursos. O efeito do desenvolvimento financeiro sobre a poupan ça e a acumula ção de capital é tido como negligenciável, ou até mesmo negativo. Um segundo ponto ressaltado pela literatura em questão é que o desenvolvimento financeiro nem sempre resulta de políticas de liberaliza ção financeira, ao contrário do que foi estabelecido pela assim chamada "hipótese de repressão financeira" de Shaw e McKinnon. Com efeito, a literatura teórica e empírica aponta para a possibilidade de que políticas de repressão financeira e de direcionamento de crédito atuem no sentido de estimular o desenvolvimento financeiro, o que tem impacto positivo sobre o crescimento de longo-prazo. Um terceiro aspecto levantado pela literatura refere-se à rela ção entre crescimento econômico, desenvolvimento do mercado de capitais e intermedia ção financeira. Embora existam evidências empíricas robustas a respeito da complementariedade entre a intermedia ção financeira e o desenvolvimento do mercado de capitais; constata-se também a existência de algumas evidências empíricas que apontam para o fato de que o efeito da intermedia ção financeira sobre o crescimento de longo-prazo ser mais forte do que o efeito do desenvolvimento do mercado de capitais. Por fim, a literatura em questão mostra que os bancos públicos têm um claro efeito negativo sobre o desenvolvimento financeiro e o crescimento econômico dos países mais pobres, mas deixa em aberto o papel desses bancos nos países em desenvolvimento de renda média. Dessa forma, um entendimento mais profundo do papel dos bancos públicos nesses países requer a realiza ção de estudos de caso. Além disso, a literatura enfatiza o caráter menos pró-ciclico do crédito concedido pelos bancos públicos relativamente ao crédito concedido pelos bancos privados, o que pode atuar no sentido de reduzir a amplitude das flutua ções cíclicas.

Keywords: SERVICIOS FINANCIEROS; CRECIMIENTO ECONOMICO; LIBERALIZACION DE MERCADOS FINANCIEROS; SISTEMAS MONETARIOS; RECURSOS FINANCIEROS; FINANCIAL SERVICES; ECONOMIC GROWTH; FINANCIAL LIBERALIZATION; MONETARY SYSTEMS; FINANCIAL RESOURCES (search for similar items in EconPapers)
Date: 2010-10
Note: Incluye Bibliografía
References: Add references at CitEc
Citations: View citations in EconPapers (1) Track citations by RSS feed

Downloads: (external link)
http://repositorio.cepal.org/handle/11362/5212

Related works:
This item may be available elsewhere in EconPapers: Search for items with the same title.

Export reference: BibTeX RIS (EndNote, ProCite, RefMan) HTML/Text

Persistent link: https://EconPapers.repec.org/RePEc:ecr:col035:5212

Access Statistics for this paper

More papers in Financiamiento para el Desarrollo from Naciones Unidas Comisión Económica para América Latina y el Caribe (CEPAL) Contact information at EDIRC.
Bibliographic data for series maintained by Biblioteca CEPAL ().

 
Page updated 2022-09-21
Handle: RePEc:ecr:col035:5212